Tag Archive

Em nome do amor se cometem muitas atrocidades

Published on 21 de maio de 2018 By savian

Com um olhar mais atento você percebe que as relações chamadas amorosas são repletas de disputas, jogos de poder, controle e perversidade. Nas relações neuróticas o ego está em primeiro lugar. E o ego quer controlar, é competitivo, quer dominar. Assim, não há boa vontade que aguente! Você quer provar que o outro é pior [...]

Por que as pessoas se tornam tão grosseiras em um relacionamento íntimo?

Published on 4 de maio de 2018 By savian

Enquanto as relações são superficiais fica mais fácil manter um bom nível de comunicação, mas na medida em que vai se criando intimidade, é bastante comum perder a linha e partir para a estupidez. As pessoas simplesmente baixam a guarda e deixam que a besta guardada dentro de si, se manifeste. Depois de algum tempo [...]

Você tem a pretensão de mudar alguém?

Published on 3 de maio de 2018 By savian

Cada um tem seu próprio ritmo para crescer e amadurecer. Por mais que você tente mostrar os caminhos que deve seguir, de nada adianta, se o outro não estiver no momento certo para isso. Qualquer frase que comece com “Você devia…” não funciona. O único dever de cada um é cuidar da sua própria vida [...]

De “felizes para sempre” para “a fila anda”

Published on 19 de abril de 2018 By savian

Lembra daqueles casais que se apaixonavam na adolescência, namoravam e viviam juntos até a velhice? Quantos assim você ainda vê? Era preciso acreditar muito e, principalmente, ter paciência e sabedoria para levar adiante uma relação tão duradoura. Também é possível que não se separassem por pura incapacidade de viver por conta própria, experimentando-se de outras [...]

Dá para ser feliz sem autoconhecimento?

Published on 22 de março de 2018 By savian

É bem difícil, pois a vida exige que estejamos bem atentos a tudo o que acontece fora e dentro de nós. No geral, as relações tendem a reproduzir muitas neuroses e se não soubermos identificá-las, o que deveria fluir naturalmente, se complica. O que fazer então? Como ficar mais consciente do nosso próprio comportamento e [...]

Aqui ninguém é santo!

Published on 22 de março de 2018 By savian

Uma coisa é a maneira como você se apresenta aos outros, outra coisa, é quem você realmente é. Na insistência em denunciar o mal dos outros, você não reconhece que ele também pode estar dentro de si. Quer dizer, aqui, ninguém é santo. Somente com muita humildade e um intenso trabalho de autoconhecimento é que [...]

Miopia emocional

Published on 14 de março de 2018 By savian

Olhar de frente para a realidade, tal como ela se apresenta, faz parte do amadurecimento de qualquer um. Ao resistir, não reconhecendo os fatos, iludindo-nos com as palavras, que podem mentir ou dizer qualquer coisa, tudo se complica. Assim, continuamos infantilizados. A verdade dói, mas é a única possibilidade de resolver tudo o que colocamos [...]

O amor simplesmente nos acontece, basta que você esteja na sua sintonia

Published on 11 de março de 2018 By savian

Estar em sintonia com o amor significa que você é uma pessoa amorosa, que está acordada, que não vive no mundo das ilusões, que descobriu a generosidade como forma de viver, que tem amor por si mesmo, que sabe compartilhar o seu melhor, que sabe expressar o que sente, que sabe ver e ouvir o [...]

Relacionamentos acelerados

Published on 23 de fevereiro de 2018 By savian

Um relacionamento que durava 25 anos, hoje acontece em 25 dias ou em 25 minutos, senão em 25 segundos. Você acha que já conhece, e se conforma em trafegar em alta velocidade por esta vida, mesmo que não se envolva com ninguém de fato. Sergio Savian – psicanalista especializado em relacionamentos.

Cada um por si e distante de todos

Published on 8 de fevereiro de 2018 By savian

Está acontecendo algo muito importante na evolução do ser humano que é a sua auto-afirmação como indivíduo. Foi muito tempo vivendo debaixo de regras muito rígidas, fazendo o que devia ser feito, cumprindo regras, andando em cima dos trilhos. Há quarenta anos atrás se poderia estar solteiro somente até os vinte e poucos anos. A [...]