Sinais indicam que você está numa relação apenas por comodismo

Entrevista de Sergio Savian para o Portal MSN

Comodismo pode sustentar uma relação?
Acomoda-se em uma relação quem é acomodado consigo mesmo! Você não tem coragem de ser você mesmo, não é autêntico, se contenta com pouco. Você fica encalhado, rodando em falso, em círculo vicioso, mal resolvido. Não encontra forças para  dar a volta por cima e continua onde está, mesmo que a situação não seja boa. E, se não está contente consigo mesmo, fica difícil construir uma boa relação.

Estar numa relação por comodismo pode trazer mais felicidade ou infelicidade?
Você se acomoda em uma relação porque tem um ganho secundário. Vale a pena de alguma forma. Entretanto, o preço que paga é muito alto, pois não se realiza. Fica devendo para si mesmo e este é um caminho da infelicidade.

Que razões levam homens e mulheres a estar numa relação só por comodismo?
Pode ser por questões financeiras, pode ser que você tenha auto-estima insuficiente, pode ser que seja muito reprimido sexualmente, pode se sentir inapto para conquistar alguém bacana. Assim, você  desiste de procurar uma pessoa melhor para sua vida e se acomoda com o que tem.

O quanto há de verdade na afirmação de que a mulher tem mais facilidade de verbalizar e elaborar o fim e o homem é mais acomodado nesse sentido?
As mulheres costumam ser mais exigentes para se relacionar e, quando não estão bem, querem mudanças, e se nada é feito, acabam se separando, na esperança de ter  algo melhor. Os homens costumam ser  mais covardes para isso. Eles tem sido mais preguiçosos para se conhecer e crescer pessoalmente.

Como diferenciar os altos e baixos naturais da relação e os sinais sérios de que a relação esfriou de vez e deve pedir “falência”?
Você pode culpar o outro pelo fracasso da relação, mas pode também responsabilizar-se por isso. O ideal é que o casal saiba conversar e entender a participação de cada um pelos acertos e desacertos da relação. Ninguém é perfeito, as relações não são perfeitas. Sabendo disso, é possível ter inteligência e criatividade para dar a volta por cima, reinventando a relação ao constatar que não está bem. Se o casal não tiver esta capacidade, ou se acomoda, ou terá de enfrentar a separação.

Para as mulheres, a falta de amor é motivo para terminar uma relação? E os homens analisam todas as dificuldades de uma separação?
Não é só falta de amor o motivo. Falta de dinheiro, de responsabilidade, de comunicação, de respeito, tudo isso atrapalha muito. A boa notícia é que muitos homens hoje em dia já estão correndo atrás do prejuízo, procurando terapias para se conhecer melhor. Também existem muitas mulheres que não conseguem se enxergar na relação e assim colaboram para a falência da mesma.

Que sinais apontam que ele ou ela está na relação amorosa apenas por comodismo?
Você desiste. Não se aplica mais. Se relaciona de qualquer jeito. Não se sente motivado. Não se interessa pelo outro. Joga a toalha. Não acredita. Fica triste. Deprimido. Não se cuida. Fica mais egoísta. Falta cumplicidade. Faltam metas comuns. Conversa pouco. Falta desejo. Mau humor. Pavio curto. Excesso de crítica. Briga por qualquer coisa. Muitas cobranças. Não aceita o outro como ele é. Má vontade. Será que vale a pena viver desta forma?

Sergio Savian é psicanalista especializado em relacionamentos amorosos. saiba mais sobre seu trabalho no site www.sergiosavian.com.br