Relações amorosas infantis

- Como é ser adulto? – esta foi uma pergunta que um sobrinho me fez neste final de semana.
- Para que você quer saber? – retruquei surpreso, ganhando tempo para elaborar uma resposta.
- É que já tenho nove anos e preciso saber para onde estou indo!
Depois de lhe dar alguns exemplos do que os adultos costumam fazer, acredito que ele ficou satisfeito com a explicação. Mas eu continuei pensando:
Uma das coisas que o adulto vive procurando é a chamada vida amorosa, que envolve afeto e sexo. Precisamos disso. Outra coisa de “gente grande” é o desenvolvimento da autonomia (capacidade de tomar decisões) e da independência (capacidade de realização). E uma coisa está intimamente relacionada com a outra. Sem autonomia, obedecendo as ordens alheias, e sem independência, não bancando seus próprios desejos, você se torna infantil. Sem isso você estará sempre projetando suas carências nos outros, pressionando e inviabilizando as relações. Por isso, se deseja um amor de verdade, trate de crescer, de ser senhor ou senhora de si mesmo(a). Não tem outro jeito!

Sergio Savian – psicanalista especializado em relacionamentos e sexualidade
(agende uma consulta presencial ou on line)

Tags: , , , ,