Do desejo à realização

Muitos desejam, poucos realizam. Desejar é o primeiro passo, mas não basta. Você pode ter muitos sonhos e também muitas frustrações. Antes de tudo é preciso diferenciar o seu desejo do que os outros desejam para você. Se o que deseja se refere somente à vontade dos outros, não terá a intensidade necessária para chegar ao seu destino. Por isso, questione sempre se o seu querer é realmente seu ou se provém de uma ordem externa. Uma vez que você entenda quais são as suas reais aspirações, é fundamental que invista energia na mesma direção que escolheu. Você sabe qual é o foco e coloca bastante atenção no caminho que deve percorrer até alcançar o resultado. Sempre haverá um processo, com momentos mais fáceis e outros bem difíceis. Controlando a ansiedade e a vontade de desistir, você insiste. Visualiza o final, trabalha, transpõe as barreiras. E ao sentir-se pequeno diante da tarefa a que se propôs, você tem fé e conta com a ajuda da infinita bondade divina, que também deseja a sua realização.

Sergio Savian – psicanalista clínico
(agende uma consulta presencial ou à distância)