Dá pra ser feliz com seu ritmo de vida?

Você acorda, nem sempre na hora que seu corpo quer, veste-se nem sempre com uma roupa confortável, enfrenta um trânsito agressivo para ir e voltar do trabalho ou os trens lotados do metrô, trabalha nem sempre naquilo que lhe dá satisfação, vê as notícias quase sempre desagradáveis, na melhor das hipóteses faz uma academia para manter-se em forma, tecla nas redes sociais fazendo de conta que tem amigos, bebe muito no final de semana, tenta divertir-se nas baladas, respira o ar poluído das cidades, dorme muito no final de semana, para se recuperar e começar tudo de novo na semana seguinte. Será que dá pra ser feliz desse jeito? São muitas as pesquisas que relacionam a felicidade e o bem estar com as relações de qualidade, com um convívio mais harmonioso entre as pessoas, com um ritmo de vida mais tranquilo e contemplativo. É possível mudar? Sim, mas é preciso parar para refletir: esta é a vida que eu quero? O que eu estou fazendo? Qual é a minha margem de livre arbítrio? Ou eu sou só cumpro ordens do que deve ser feito? Posso escolher novos caminhos? Quais são? Como fazer isso? Conheço algumas pessoas que conseguiram sair do automático e tornaram suas vidas mais cheia de graça. Mas isso não vem de graça, é preciso ter coragem para fazer as escolhas mais de acordo com que sua alma quer, e viver com tudo a que se tem direito, e não de qualquer maneira!

Sergio Savian – psicanalista clínico especializado em relacionamentos e mudança de hábitos
(agende uma consulta presencial ou on line)

Tags: , , ,