Como ter uma boa pegada?

Olá,
Um assunto que vejo pouco ou quase ninguém comentando/escrevendo em manuais de Paquera/sedução e namoro é a questão da “pegada”. Gostaria de entender mais sobre esse assunto já que é um tema pertinente e que todas as mulheres fazem questão de todo homem possuir. Queria entender questões do tipo: o que é isso? Qual é o momento certo? Porque isso é relevante? Quando não se faz, o que pode ocorrer? Como se aprende isso? Se possível, queria que destinasse um post em seu blog para mais explicações sobre o mesmo. Sem mais e Obrigado.
F.V.

Como vai?
Esta é uma questão totalmente relevante e por isso decidi atender ao seu pedido escrevendo algumas linhas sobre o assunto.
Ter ou não pegada reflete como você trabalha sua agressividade e sua suavidade. Quero dizer que um homem que tem pegada é forte e suave ao mesmo tempo. De certa forma é isso o que as mulheres desejam, mas tão difícil de encontrar, pois trata-se de um equilíbrio que poucos têm.
Para ter boa pegada você não pode ser um cara muito bitolado, certinho, nerd ou previsível. Tampouco pode ser um intelectual, desconectado do corpo. Caras assim, têm baixa quantidade de energia vital disponível e consequentemente, baixa carga libidinal. Quanto mais educado, polido e neurótico você for, piores as chances de ter uma boa pegada. Se você for muito chato, mesquinho, frouxo, professoral, virtual, ou um desses sujeitos que gostam de rebaixar as mulheres, não terá uma boa pegada.
A boa pegada vem de uma energia primária e animal que funciona, típico de quem é natural, de quem tem um bom contato com o corpo. Você desenvolve um bom contato com seu próprio corpo, sabe reconhecer as suas necessidades e, por consequência, compreende bem o corpo de uma mulher. Você respira bem, seu beijo é bom, seu toque é bom, seu cheiro é bom. Você tem bom humor. O sexo para você é uma brincadeira, um divertimento, uma entrega. Você tem a capacidade de se desligar da mente enquanto está no contato. Fica inteiro.
A boa pegada vem da ousadia, da criatividade. Você surpreende, não tem preconceitos, não é moralista, é generoso com a mulher e consigo mesmo. Você dá e sente prazer.
Têm homens que são naturalmente gostosos, de boa pegada. São corajosos, e invadem, no bom sentido, o corpo de uma mulher. Não vacilam, não são inseguros, têm auto-confiança. Homens de boa pegada sabem alternar um toque mais forte e dominador, com toques suaves, quando a energia flui entre os dois. A pélvis é solta. O corpo tem alongamento. Seus olhos exalam alegria de viver e sensualidade. Você come a mulher com seus olhos. Suas mãos passam calor, carinho e segurança. Você sabe pegar forte, mas também sabe ser delicado. Olhos nos olhos, não tem vergonha. Gosta do sexo. Além disso, você também sabe receber o que ela tem para lhe dar. Se a mulher quer cuidar de você, você recebe seus cuidados. Se ela quer dominar, não resiste, e deixa que ela também seja ativa. A boa pegada também passa pela perversidade, no sentido das preliminares, adiando o coito. Você adia o prazer, e quanto mais faz isso, mais carga erótica cria e mais intenso será o orgasmo.
Mas como chegar nisso? Como desenvolver uma boa pegada, se você não a tem?
Para quem teve uma vida bem saudável e natural, isso acontece de forma espontânea, mas para quem está na correria neurótica de nossos tempos, é preciso passar por uma boa terapia corporal. Eu, particularmente, desenvolvo um trabalho de análise reichiana, para o desbloqueio das couraças que impedem o livre fluxo da energia. As neuroses consomem a energia que poderia ser usada num bom contato afetivo-sexual. Então, é preciso diluir as tensões, sair da neurose e gozar a vida com tudo a que você e sua companheira tem o direito.

Espero ter respondido sua pergunta. Caso queira,  procure-me para que eu possa ajudá-lo. Para saber mais sobre o trabalho que ofereço visite o site www.sergiosavian.com.br

Tags: