Cada um por si e distante de todos

Está acontecendo algo muito importante na evolução do ser humano que é a sua auto-afirmação como indivíduo. Foi muito tempo vivendo debaixo de regras muito rígidas, fazendo o que devia ser feito, cumprindo regras, andando em cima dos trilhos. Há quarenta anos atrás se poderia estar solteiro somente até os vinte e poucos anos. A partir de então a ordem era casar, caso contrário você seria discriminado de alguma forma. E até hoje, em muitos lugares, ainda se pensa desta maneira.
Mas, no geral estas regras foram sendo afrouxadas e hoje aumenta a quantidade de pessoas solteiras de ambos os sexos e as cobranças já não são tantas. Por isso, se antigamente muitos se casavam para dar satisfação à família e à sociedade, hoje este já não é motivo suficiente para o matrimônio.
As pessoas foram aprendendo a considerar a sua própria vontade, que se torna cada vez mais forte que a vontade alheia. Por um lado isto pode ser muito bom, pois assim nos aproximamos de nossa autenticidade. Por outro, neste caminho, podemos nos tornar bastante individualistas. E é isso o que está acontecendo. Cada um por si e distante de todos.
Sergio Savian – psicanalista especializado em relacionamentos. Participe do Seminário sobre o Amor. Dia 24 de fevereiro: LINGUAGEM CORPORAL. Informações: 11 2368-9305 ou atendimento@sergiosavian.com.br

Tags: , , , ,